Katie Leung foi introduzida na franquia Harry Potter aos 16 anos para viver Cho Chang, o interesse amoroso do bruxo em “O Cálice de Fogo”. O momento, que deveria ter sido apenas de alegria, também é marcado por memórias incômodas. Em uma nova entrevista, a atriz relembrou dos ataques racistas que recebeu por parte do público e do silenciamento que sofreu dos agentes.

Em sua participação no podcast “Chinese Chippy Girl”, Leung, que nasceu na Escócia e tem ascendência chinesa, contou ter lido diversos comentários racistas a seu respeito após ter sido divulgada como a intérprete de Cho Chang.

“Eu me pesquisei no Google e tinha um site dedicado a fãs de Harry Potter. Lembro de ter lido todos aqueles comentários. E sim, tinha muita merda racista”, detalha.

Ela ainda relatou nunca ter recebido do estúdio treinamento para lidar com a mídia em entrevistas. Quando questionou os agentes sobre os comentários racistas que vinha recebendo, eles pediram para a atriz negar a existência deles para a imprensa.

“Lembro deles me dizendo: ‘olha, Katie, não vimos isso, esses sites que as pessoas estão comentando. E sabe, se te perguntarem, diga que não é verdade, que isso não está acontecendo'”, relembrou a atriz.

“Eu estava agradecida demais por ter sido escolhido para aquele papel”, ela explicou. No entanto, a alegria desapareceu com os ataques online: “mas então, é… Não foi muito legal”.

O site Deadline tentou entrar em contato com a Warner Bros. Pictures para entender se os agentes eram ligados diretamente à Katie ou se respondiam ao estúdio, mas não recebeu retorno.

Sem mais artigos