Mais um episódio conturbado envolvendo polícia, racismo e celebridades. A atriz Daniele Watts, que interpretou CoCo no filme Django Livre, de Quentin Tarantino, foi presa em Los Angeles, confundida com prostituta.

Segundo o site Digital Spy, Daniele estava com o namorado Brian James Lucas quando policiais abordaram o casal, pedindo a identidade da moça. Mas a identidade dela foi pedida a Brian, atitude que enfureceu a atriz.

“Hoje fui algemada e detida por dois policiais, porque me recusei a admitir que fiz algo errado, pois eu estava demonstrando afeto, inteiramente vestida, em um local público”, escreveu a atriz no Facebook.

Posteriormente, Watts e Brian foram ao programa New Day, da CNN, e comentaram o episódio. “As questões que eles faziam a mim fizeram com que eu sentisse que era um cliente, e ela era uma prostituta”, afirmou Brian.

Depois de algemada e levada para o carro de polícia, a atriz foi liberada – os policiais conferiram a identidade de Watts. Após o incidente, a atriz declarou que continuará lutando por seus direitos. “Negros, brancos, todos lutaram por seu direito à liberdade. É mais do que uma questão de raça agora”, disse ela na CNN.

Sem mais artigos