Roteirista, ganhador de um Oscar junto com seu amigo Matt Damon por Gênio Indomável, ator mais de vinte vezes nomeado aos melhores prêmios e diretor de outros dois longas, o californiano Ben Affleck viajou à Espanha para promover seu novo filme Argo.

Em uma entrevista à Agência EFE, realizada em San Sebastián (norte da Espanha), Ben Affleck explicou que não pôde rodá-lo no Irã porque “o Governo dos EUA, que não colocou nenhum obstáculo, tirou da minha cabeça a ideia de ir a Teerã, como eu queria, porque parecia mais perigoso ir agora que quando ocorreu a crise dos reféns. Me disseram que eu estava louco”.

O filme Argo, cujo elenco conta, ainda, com Bryan Cranston, Alan Arkin e John Goodman, estreia no Brasil no próximo dia 9 de novembro. O filme conta uma história real baseada na invasão da embaixada dos Estados Unidos no Irã por revolucionários, em 1979.

Sem mais artigos