O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro recebeu, nesta quinta-feira (6), uma denúncia contra um comentário considerado racista feito por Cássio Lannes, participante do Big Brother Brasil 14. As informações são do portal UOL Televisão

O brother, em conversa com a personagem Valdirene (interpretada pela humorista Tatá Werneck) em 16 de janeiro, disse que a humorista era muito baixinha e perguntou:
 
“O que tu acha de um homem de verdade que tem 1,97m de altura? (…)”

Valdirene (Tatá) respondeu com uma piada: “Uma amiga minha veio a óbito já.”

Cássio, então, disse que uma situação parecida já havia acontecido com ele.

“Eu tô respondendo um processo até hoje, por assassinato, entende? Olha pra mim e não ri. Tu acha engraçado mas eu acho triste. Eu quase não entrei pra casa por causa de processo.”

“Ela era afrodescendente. E eu acho que assim, uma afrodescendente costuma se relacionar com? Com afrodescendentes. E eu pensei, pô, aguenta tudo. E eu ‘atravessei'”.

Valdirene (Tatá) encerrou a conversa dizendo que achava que Cássio estava bêbado. O vídeo foi retirado do Youtube.

Uma petição no site Avaaz foi criada, exigindo a expulsão do participante e conta com 1703 assinaturas. 

Além dessa declaração, o brother já gerou muita polêmica no Twitter antes de entrar na casa por causa de tuítes preconceituosos. Veja na galeria alguns deles.

 
 
Sem mais artigos