Fernando e Aline protagonizaram cenas quentes no BBB 15 na madrugada desta sexta-feira (30), com sexo embaixo do edredon. Até aí tudo bem, não fosse o fato de eles não terem usado camisinha. E ela teve de pedir para a produção uma pílula do dia seguinte. E  não foram os únicos. Rafael e Talita também dispensaram o preservativo na hora da transa, e ela teve de recorrer à pílula também.

O fato de os BBBs não se cuidaram na hora da transa reforça uma pesquisa do Ministério da Saúde divulgada nesta quarta-feira (28). Dados apontam que 45% da população sexualmente ativa não usa camisinha, apesar de 94% reconhecer a importância da camisinha na prevenção de DSTs (Doença Sexualmente Transmissível).

O assunto entrou na pauta do programa Encontro com Fátima Bernardes desta sexta-feira (30). “Não é uma questão de ser feminista, mas acho que evitar uma gravidez é função dos dois”, disse Fátima. Então, a gravidez é uma das questões, Fátima. E as DSTs?

E também um terço dos jovens de 14 a 25 nunca usa camisinha nas relações sexuais, segundo o 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas, realizado por pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e divulgado em março de 2014.

Quem não lembra da bronca que Tarciana e Jeferson do BBB 2 tomaram de Pedro Bial depois de terem feito sexo sem camisinha duas vezes? Ou quando Larissa e Yuri teriam transado sem proteção no BBB 12? Mesmo com exames de HIV feitos antes de entrarem no programa, os participantes correm outros riscos como engravidar, claro, e contrair uma outra DST, como HPV, sífilis, gonorréia. Estamos de olho!

Tristes dados: BBBs reforçam pesquisa sobre sexo sem camisinha

Sem mais artigos