Encerrou-se na noite de terça (23) a 47ª edição do Festival de Cinema de Brasília. Com seis longas e doze curtas-metragens em competição, o evento elegeu como melhor filme Branco Sai. Preto Fica, de Adirley Queirós. O longa levou ainda melhor direção de arte e melhor ator (Marquim Do Tropa).

No entanto, o filme mais premiado da noite foi Brasil S/A, de Marcelo Pedroso, com cinco prêmios: direção, roteiro, trilha sonora, som e montagem.

Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira, levou os de ator e atriz coadjuvante (Renato Novais e Élida Silpe), e Ventos de Agosto, de Gabriel Mascaro, ganhou como melhor fotografia e atriz (Dandara de Moraes).

O melhor longa pelo júri popular foi Sem Pena, de Eugênio Puppo.

Sem mais artigos