Uma longa viagem

Pela cara de bom moço logo dá para perceber que o ator Caio Blat é desse rolê mais zen. O objetivo de todo santo dia do cara é encontrar essa tal de
Caio Blat em Uma Longa Viagem

Caio Blat, ator da Globo, desculpou-se por críticas feitas à Globo Filmes em uma palestra realizada em Suzano (SP), no dia 6 de maio. Na ocasião, o artista conversava com um grupo de jovens e se disse “enojado” com o esquema de distribuição dos filmes da produtora.

As declarações vieram à tona em 17 de julho, dois meses após a palestra, com a divulgação do vídeo do evento pela prefeitura de Suzano. Na palestra, Blat desabafa: “A distribuição de filmes ainda é uma coisa absolutamente predatória. Ainda há poucas empresas no ramo e o que elas fazem é absolutamente cruel. Elas sugam os filmes, elas não fazem o filme crescer”, afirmou.

“Nos últimos sete ou oito filmes que fiz, entrei também como produtor. Aí descobri como a coisa estava acontecendo na hora da distribuição. E é uma coisa que me deixou enojado, horrorizado. Eu ia sempre na Globo pra divulgar os filmes que estava fazendo. Ia lá no Vídeo Show, no programa do Serginho Groisman para falar do filme, mostrar o trailer. E achava que isso era um trabalho natural de divulgação”, contou.

“Aí eu descobri que essas coisas são pagas, que quando vou no programa do Jô Soares fazer uma entrevista em que mostro um trecho do filme, isso é considerado como uma ação de merchandising, e não jornalismo”, explicou o ator, que criticou, ainda, um suposto boicote da Globo aos produtores de cinema nacional não ligados à Globo Filmes.

Em seu pedido de desculpas à Globo, Caio Blat argumentou que seu discurso foi veiculado na internet “sem qualquer tipo de aviso ou autorização” e considerou a divulgação do vídeo uma “forma oportunista de autopromoção” da prefeitura de Suzano.

Ele realizou também um mea culpa. “Acabei avançando sobre temas dos quais não tinha conhecimento suficiente, misturei questões pertinentes e importantes com outras tantas generalizações, e acabei atingindo quem estava mais perto, ou seja, a Globo Filmes, parceira prioritária do cinema nacional, de forma injusta”, afirmou.

Caio Blat pede desculpas após dizer-se "enojado" com esquema de distribuição da Globo

Sem mais artigos