Fotos do filme A Montanha, de Vicente Ferraz, com Daniel de Oliveira

Tenente (Julio Andrade), Guimarães (Daniel Oliveira), Laurindo (Thogun) e Piauí (Francisco Gaspar), protagonistas de A Montanha

O diretor brasileiro Vicente Ferraz declarou na última quarta (23), durante uma coletiva de imprensa em Roma em ocasião do fim das filmagens do longa-metragem A Montanha, que seu filme é uma homenagem “aos milhares de soldados brasileiros que caíram em solo italiano”.

Segundo ele, esta era uma guerra “distante e para a qual eles não estavam preparados”, como acrescentou. A produção retrata um episódio pouco conhecido na Itália, quando 22 mil soldados brasileiros desembarcaram em Nápoles para participar como aliados dos últimos dias do conflito.

O filme conta as peripécias de um grupo de combatentes vindos de diversas regiões do país que chegaram ao sul da Itália sem armas, uniformes ou preparação e decidem fugir de uma guerra que nada tem a ver com eles.

Ferraz contou que, assim como os personagens, seus atores também estavam “sem preparação” e que tiveram que passar sete semanas em meio a neve das montanhas do Friuli, onde os termômetros “raramente passavam dos 0 graus”, como declara Ferraz.

Atuaram na produção Daniel de Oliveira, Sergio Teixeira “Thogun”, Francisco Gaspar, Julio Andrade, Ivo Canelas e o italiano Sérgio Rubini.

Cineasta brasileiro comemora fim de gravações de A Montanha na Itália

Sem mais artigos