A protagonista ainda não decidiu se volta ou não, mas isso não é empecilho para que a Sony lance uma sequência para Salt, estrelado por Angelina Jolie. De acordo com o site Deadline, o estúdio, inclusive, já chamou de volta o roteirista Kurt Wimmer, o mesmo do primeiro filme.

Mas, embora a continuação esteja certa, ninguém disse nada ainda sobre a história, ou como ela poderia existir caso Jolie não aceite participar da produção. E, se ela ainda é dúvida, a vaga de diretor é certeza: Phillip Noyce disse no final do ano passado que não gostaria de dirigir novos filmes, caso eles fossem feitos.

Durante o lançamento do Blu-ray de Salt, que tinha três versões diferentes da mostrada nos cinemas, Noyce disse: “essas três versões representam tudo que eu tinha para oferecer a Evelyn Salt”.

Porém o diretor aposta que seria uma boa ideia fazer mais filmes. “Se algum dia existir uma sequência, é melhor que ela seja dirigida por alguma outra pessoa, com uma visão completamente nova do que eu acredito que seria uma complexa e divertida série de histórias”.

O primeiro filme, lançado em 2010, custou US$ 110 milhões e arrecadou US$ 293 milhões. No entanto, os números caseiros foram fracos. Nos Estados Unidos a bilheteria mal passou dos US$ 118 milhões.


Sem mais artigos