Personagem polêmico em todos os superclássicos que disputou desde que chegou a Espanha, em junho de 2013, sendo pelos gols marcados ou pelas atuações irregulares, o atacante Neymar, do Barcelona, não foi esquecido pelos torcedores do Real Madrid, que já lotam a cidade de Lisboa para a grande decisão da UEFA Champions League, neste sábado (24), no Estádio da Luz. Mesmo com o fim da temporada, componentes de uma organizada madrilenha não deixam de pegar no pé do brasileiro.

“Neymar, piscineiro! Neymar, piscineiro!”, gritavam quatro torcedores do Real Madrid na Praça do Comércio, em Lisboa, ao perceberem que a reportagem era de um site brasileiro. Abordados, os torcedores, que irão acompanhar a partida contra o Atletico de Madrid, cutucaram o brasileiro. “Onde está Neymar agora? Pulando em uma piscina em Barcelona?”, satirizou um dos componentes do grupo.

A irritação dos espanhóis por Neymar é de longa data. Após mostrar preferência pelo Barcelona na briga dos gigantes para tirá-lo do Santos, o atacante marcou em seu primeiro superclássico e ainda sofreu um pênalti duvidoso no penúltimo embate entre as duas maiores equipes da Espanha.

Pelo lado do Atlético de Madrid a história não foi diferente. Perguntados sobre o que achavam do atacante, os colchoneros também usaram da irônica. “Neymar quem?”, brincou Luis García, de 45 anos, que estava acompanhado dos seus filhos.

Porém, se os torcedores do Real Madrid e do Atlético brincaram com as simulações de Neymar, os portugueses mostraram um discurso contrário e o compararam a Cristiano Ronaldo.

Santiago Ferreira, torcedor do Sporting, pensa diferente sobre o ex-jogador do Santos. “Quando vi ele jogar pela primeira vez, na Seleção Brasileira Sub-20, se não me engano, ele me lembrou muito o Ronaldo em seu começo em Alvalade. Muito em breve ele estará entre os três melhores. Gosto muito do futebol de Neymar e acho que ele ainda dará muito frutos aos brasileiros e ao Barcelona.

Sem mais artigos