Os produtores de Glee receberam fortes críticas por permitir que três dos protagonistas da série participassem de uma sessão de fotos sensuais, segundo um comunicado divulgado hoje por um conselho formado por pais que discute a programação da televisão, o Parents Television Council.

Os atores Dianna Agron, Cory Monteith e Lea Michele são capa da edição de novembro da revista GQ, que mostra o jovem abraçado com as atrizes, que usam roupas sensuais – uma delas com uma minissaia e a outra com uma calcinha rosa.

O comunicado do órgão denuncia que a sessão de fotos da publicação “beira a pedofilia”, apesar de Agron e Michele terem 24 e Monteith 28 anos.

“É inquietante que a GQ, que é uma revista explicitamente escrita para adultos, mostre fotos desse tipo das atrizes que interpretam estudantes em Glee. Beira a pedofilia”, declarou o presidente do grupo, Tim Winter.

“Ao autorizar este tipo de ensaio quase pornográfico, os criadores do programa mostraram suas intenções em relação à série. E não são boas para as famílias”, acrescentaram.

Por sua vez, Michele destacou à revista que não sabe como a “convenceram a fazer metade das coisas” que ela fez. “Mas estava realmente em forma”, acrescentou, sobre o ensaio produzido pelo renomado Terry Richardson.

Já Agron revelou que nunca tinha sido “fotografada com tão pouca roupa”.

Sem mais artigos