Cuba elegeu o filme Conduta, do diretor Ernesto Daranas, como seu aspirante a uma candidatura aos prêmios Oscar, de Hollywood, e Goya, da Espanha.

O longa foi selecionado representante da ilha por uma comissão do Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográficos (ICAIC), que inclui o cineasta Fernando Pérez e a diretora da Mostra de Cinema Jovem, Marisol Rodríguez.

A Comissão acredita que o filme de Daranas expressa com “uma alta qualidade cinematográfica um drama autenticamente cubano e, ao mesmo tempo, universal”, após uma “exaustiva análise” dos filmes indicados a cada um dos prêmios, explicou uma nota divulgada no portal “Cubacine” do ICAIC.

Conduta estreou em fevereiro deste ano em Cuba com grande sucesso de público e crítica, e aborda a comovente história de Endoidece, uma criança de 11 anos que vive sozinha com sua mãe alcóolatra, em um ambiente de marginalidade, onde se dedica a treinar cachorros de briga para ganhar algum dinheiro para sua família.

Carmela, a veterana professora, pela qual Endoidece sente um grande respeito, estabelecerão uma forte relação, e ela assumirá o compromisso ético de defender a criança diante da intolerante medida adotada pela direção de seu colégio de transferi-lo para uma escola de conduta.

O personagem de Endoidece quando criança é interpretado por Armando Valdés, selecionado no casting convocado para esse papel, e a professora Carmela foi desenvolvida pela atriz Alina Rodríguez.

Desde sua estreia e em sua premiada trajetória por uma série de festivais internacionais, Conduta recebeu críticas que diziam ser um filme “duro, crítico, sentimental, estremecedor e polêmico”.

O longa integrou a seleção de diferentes festivais, como o de Toronto, de Bogotá, e de Brasília. A eles se somam o Prêmio de Melhor Filme e o de Melhor Atriz no Festival de Cine de Havana em Nova York, e o prêmio Bisnaga de prata de melhor Longa-metragem no XVII Festival de Cine de Málaga (Espanha).

O diretor e roteirista de Conduta, Ernesto Daranas Serrano tem em sua filmografia o documentário Os últimos gaiteiros de Havana (2004), ganhador do Prêmio Internacional de Jornalismo Rei da Espanha; Os deuses partidos (2008), seu primeiro longa-metragem de ficção, aspirante aos Oscar em 2010, e Bluechacha (2012), indicado ao Grammy Latino como Melhor Vídeo Musical de Longa Duração.

 

Sem mais artigos