Got Talent Brasil, reality show de talentos da Record

Milton Cunha, Daniella Cicarelli e Sidney Magal, jurados do Got Talent Brasil

O Got Talent Brasil (Record), edição verde-amarela do programa de talentos britânico que revelou Susan Boyle, estreia na próxima terça-feira (26). O reality, apresentado por Rafael Cortez, terá no júri o cantor Sidney Magal, o carnavalesco Milton Cunha e a modelo Daniella Cicarelli, que faz o papel de coração-mole do grupo.

“Sempre quis participar de um programa com esse formato porque o Brasil tem uma riqueza de talentos incrível”, disse Cicarelli, nesta terça-feira (19), em São Paulo, durante o evento de apresentação do reality, cujas audições já estão em curso.

“Eu sofro para dizer ‘não’ para um candidato. Quando olho para uma pessoa no palco, prestes a se apresentar, vejo que ela tem toda uma ilusão, um sonho, uma família torcendo. A escala de exigência dos jurados é: o Milton, o Sidney e, por último, eu”, disse a modelo, que confessou ter chorado muitas vezes em razão de histórias de vida dos candidatos.

Rafael Cortez entrega que, além de chorona, Daniela apronta muito nos bastidores. “A interação entre os jurados é uma loucura. A Cicarelli toca o terror; ela fica mostrando vídeo pornô no celular, comenta coisas impublicáveis (risos)”, afirmou.

“Como um grupo, os três funcionam legal porque se completam. O Milton é um cientista das artes, ele é um estudioso que observa os mínimos detalhes. Há também a bagagem de experiência do Magal, que tem décadas de carreira e vê as coisas com muito contexto. Por último, há o viés emocional da Cicarelli”, acrescentou o apresentador.

O programa aceita todos os tipos de performance, desde números de música e dança a demonstrações de habilidade extremas. O público é quem decide, por votação, quem deve passar para as próximas fases da competição.

“As inscrições não foram massivamente de cantores, mas alguns me agradaram muito. Apareceu um cantor lírico que consegue cantar uma ária de ópera com vozes de soprano e de tenor, de mulher e homem ao mesmo tempo. Há gente das mais diferentes profissões”, adiantou Sidney Magal.

Fernanda Telles, diretora do programa, afirma que Simon Cowell, criador do Got Talent britânico, está empolgado com a edição brasileira, apesar da fama de ranzinza que ganhou como jurado. “Ele ficou muito feliz quando soube qual seria o trio do júri, e ficou especialmente empolgado com a seleção de um carnavalesco. Os ingleses estão loucos com o Milton. Eles dizem, ‘Meu Deus, um carnavalesco é exatamente o que o programa precisava’, afinal o Carnaval é o nosso grande espetáculo”, comentou.

Daniella Cicarelli, sobre ser jurada do Got Talent Brasil: 'Sofro para dizer um não'

Sem mais artigos