Danny Boyle, diretor do clássico cult Trainspotting, pretende reunir Ewan McGregor, Ewan Bremner, Jonny Lee Miller, Robert Carlyle, Kevin McKidd e Kelly Macdonald para uma sequência do longa, em 2016. Em entrevista ao site The Playlist, o cineasta falou sobre como pretende conduzir o projeto.

“Sempre houve esse plano de longo prazo para Trainspotting 2. Se John Hodge conseguir produzir um bom roteiro, eu não vejo barreiras para que Ewan McGregor ou qualquer outro ator volte. Acho que eles querem saber se os papéis são bons, para que não sintam  que estão desapontando as pessoas”, disse Boyle.

“O motivo para fazer isso novamente é que as pessoas têm afeto pelo original, elas se lembram dele ou, se ainda são jovens, já ouviram falar sobre. Por isso, você tem de ter a certeza de que não desapontará as pessoas. Isso seria o único critério”, acrescentou.

Trainspotting é inspirado no livro homônimo de Irvine Welsh, que possui uma sequência chamada Porno, lançada em 2002. De acordo com Boyle, o segundo filme deve ser vagamente baseado nesse livro. “Há algumas poucas coisas que são baseadas em Porno, mas, obviamente, nós temos de ter Irvine Welsh a bordo”, disse.

“O ano ideal para lançarmos Porno seria 2016, porque Trainspotting saiu em 1996. Vinte anos é, tipo, ‘Uau! O que aconteceu a partir dali?'”, explicou.

Boyle lança seu novo filme, Trance, em 27 de março de 2013, no Reino Unido. O longa conta a história de Simon (James McAvoy), um leiloeiro de arte que esconde uma valiosa tela, mas, vítima de uma crise de amnésia, não consegue se lembrar onde.

Danny Boyle quer reunir elenco original para sequência de Trainspotting, em 2016

Sem mais artigos