Depois de protagonizar oito filmes eróticos, a ex-chacrete Rita Cadillac, de 57 anos, afirmou que não sentiu o menor prazer nos filmes pornôs em que protagonizou, entre 2004 e 2008, para a produtora Brasileirinhas.

Ao MTV Sem Vergonha, a dançarina disse que não é ninfomaníaca e que já ficou mais de oito anos sem transar. “Acho que sexo tem que ser com a pessoa que você se sente bem. Pornô foi trabalho, fui atriz. Para mim, foi uma cena de sexo normal, mas não rola tesão nesses filmes”, declarou. “Pensava em pagar as contas, na minha casa”. 

A ex-assistente de palco também garantiu que, ao contrário do que disse a ex-chacrete Índia Potira, nenhuma de suas colegas faziam programas sexuais nos bastidores do Chacrinha. “Só se ela fazia, pois houve várias gerações de chacretes. Na minha, tenho certeza que não. Chacrinha era pai de virgem”.

Rita também rejeitou a fama de tarada e declarou que sente falta de fazer performances em presídios. “Não sou tarada, só tenho fama. Não é que eu não goste de sexo, eu gosto normal. Mas não tenho a necessidade de viver e pensar em sexo toda hora”, disse. “Nos presídios, o respeito dos homens era maior do que quem estava fora dele. Tenho saudade”. 

Ao comentar a parte do homem em que mais admira, ela foi rápida: “a bunda”. 

Depois de oito produções, Rita Cadillac garante: "Não rola tesão em filmes pornôs"

Sem mais artigos