Criadora de personagens engraçadíssimos, como Fernandona e Roxanne, do Furo MTV, a atriz Tatá Werneck  falou sobre os limites do humor e afirmou, em entrevista à Rolling Stone, que o comediante Rafinha Bastos é importante para a classe dos humoristas.

“Todo comediante fala: ‘Cara, não tem que ter limite, o limite é o bom senso, pode falar sobre tudo’. Mas todo mundo peida na farofa. O Rafinha é o único com essa coragem. É o cara que tem uma importância para a classe muito grande”, defendeu.

Tatá referia-se ao caso em que o humorista foi processado pela cantora Wanessa Camargo, em 2011, por dizer que comeria a cantora grávida e o bebê que ela esperava. Ele foi afastado do CQC (Band) e acabou indo para a RedeTV!.

“Hoje meus ídolos não morrem de overdose, mas são processados por tentarem fazer as pessoas rirem”, completou a atriz, salientando que não se considera humorista. “Eu não faço stand-up. Meus amigos todos fazem e estão comprando apartamento e ganhando dinheiro. Eu não faço”, disse.

Vale lembrar que a MTV, em 2011, também foi processada pela brincadeira Casa dos Autistas (paródia do extinto programa Casa dos Artistas). Na ocasião, eles tiveram que se desculpar, por mostrar cinco comediantes gritando, esmurrando um piano e olhando para as paredes, como se fossem autistas.

Sem mais artigos