James Cameron, diretor de Avatar e grande militante da utilização do 3D no cinema, acredita que a tecnologia não está sendo utilizada de forma adequada em Hollywood. Durante o evento de tecnologia TagDF, na Cidade do México, na última quarta-feira (3), o cineasta criticou o 3D de O Homem de Aço e de Homem de Ferro 3.

“Acho que Hollywood não está utilizando o 3D propriamente”, afirmou. “O Homem de Aço, Homem de Ferro e todos esses filmes não precisavam ser necessariamente em 3D. Se você gasta US$ 150 milhões em efeitos visuais, o filme já vai ser espetacular, perfeito”, disse.

Para o cineasta, a grande diferença está entre os filmes pensados para ser em 3D e aqueles que são apenas convertidos. “Depois de Avatar mudar todas as coisas, tudo tinha de ser em 3D, bons filmes e filmes ruins. O problema que eu vejo é que, em vez de ser uma questão de diretor, é uma questão de os estúdios quererem dinheiro e empurrarem o 3D para diretores que não estão acostumados com a tecnologia”, afirmou.

Cameron dirigirá duas sequências do filme Avatar. O segundo filme da franquia tem estreia prevista para 2015. O terceiro ainda não tem data marcada para chegar às telonas.

Sem mais artigos