“Ele passa a sensação de um gângster moderno. Porque ele sempre foi um gângster”. David Ayer, diretor do filme Esquadrão Suicida, disse que desde o início do projeto teve “ideias bem especifícas” para desenvolver o visual do Coringa, um dos vilões mais famosos dos quadrinhos.

Em entrevista ao site Entertainment Weekley, ele afirmou que as tatuagens “ajudam a modernizar o personagem e o redefinem para uma nova geração”.

Enquanto isso, Jared Leto falou recentemente sobre a composição do personagem, afirmando que chegou a conviver com psicopatas e criminosos que haviam cometido crimes bárbaros.

A estreia de Esquadrão Suicida está marcada para o dia 4 de agosto.

Coringa Jared Leto capa

Diretor de 'Esquadrão Suicida' quis modernizar Coringa com tatuagens

Sem mais artigos