O diretor Karim Ainouz recebeu neste sábado o prêmio Sebastiane Latino por seu filme “Praia do futuro” no Festival de Cinema de San Sebastián (Espanha).

O prêmio foi criado pela associação de gays, lésbicas, transexuais e bissexuais do País Basco (Gehitu). Ainouz se mostrou emocionado ao receber a condecoração e disse que isto ajudará a divulgar seu filme fora do Brasil.

O prêmio foi entregue pouco antes da projeção do filme, que marcou o início da seção Horizontes Latinos do Festival de Cinema de San Sebastián.

A organização do País Basco criou o prêmio no ano passado para reconhecer os filmes latino-americanos que defendem as reivindicações e valores de gays, lésbicas, transexuais e bissexuais.

Em declarações à Agência Efe, Karim Ainouz reconheceu que “não esperava” o prêmio e elogiou o fato dele ser concedido por uma organização como a Gehitu, pois isso revela que o filme pode ter impacto em uma cidade forte culturalmente com San Sebastián”.

Além da temática, “Praia do futuro” foi premiado por sua “qualidade” cinematográfica, que Gehitu definiu como “um poema visual sobre a coragem necessária para aceitar os próprios medos e desejos”.

Sem mais artigos