O documentário do alemão Wim Wenders sobre o trabalho do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado e o filme do espanhol Jaime Rosales sobre o impacto da crise econômica foram premiados pelo Júri Ecumênico nesta 67º edição do Festival de Cannes.


“The Salt of the Earth”, codirigido pelo filho do fotógrafo, Juliano Ribeiro Salgado, é uma viagem ao passado e ao presente de nosso planeta pelas mãos de Salgado (Aymorés, Minas Gerais, 1944), o economista brasileiro que trocou a oferta e a demanda por uma câmera.

O filme está selecionado na seção oficial “Um Certo Olhar”, que entregará seus prêmios nesta tarde.

O filme de Rosales, intitulado “Hermosa Juventud”, concorre na mesma categoria. Com uma trama muito diferente de seu estilo habitual, o cineasta espanhol conta a vida de um casal muito jovem na Espanha atual, um país marcado pela crise e que impossibilita o avanço de seus cidadãos como pessoas.

O Júri Ecumênico é formado por uma organização católica relacionada com o mundo do cinema (SIGNIS) e pela Interfilm para premiar filmes que destaquem os valores humanos e religiosos.

Sem mais artigos