O diretor italiano Tinto Brass revelou neste domingo (1), durante passagem pelo Festival de Cinema de Veneza que deseja fazer um filme pornô sobre a infame vida sexual do ex-primeiro ministro da Itália Silvio Berlusconi.

“Tenho em mente o título ‘Obrigado, Papai”, declarou o cinesta, em clara referência ao apelido que Berlusconi ganhou das prostitutas que frequentavam festas em sua casa.

Tinto, de 80 anos, é conhecido por seus filmes de forte carga erótica como Calígula (1979) e Todas as Mulheres Fazem (1992). Ele esteve em Veneza para promover Intintobrass, um documentário sobre a sua vida.

Em junho, o político foi considerado culpado pela justiça italiana por pagar para fazer sexo com uma adolescente de 17 anos conhecida como Ruby, a Ladra de Corações.

Apesar de negar as acusações, Berlusconi – que é ainda dono de um império midiático e do time de futebol Milan – foi alvo de declarações nada simpáticas de sua ex-mulher Veronica Lario, de quem se divorciou em 2009. Veronica descreve o italiano como “um dragão para o qual jovens virgens se oferecem” e que ele “frequenta menores”.

Sem mais artigos