Ben Watkins tinha apenas 11 anos quando ficou conhecido nos Estados Unidos ao brilhar no “Masterchef Junior”. Nesta terça-feira (17), sua família revelou que o jovem faleceu na tarde de ontem após passar mais de um ano batalhando contra um tipo raro de câncer.

O estudante foi diagnosticado com um câncer no tecido mole pouco tempo após seu 13º aniversário. A doença, chamada de histiocitoma fibroso angiomatóide, é raríssima. Segundo a família de Watkins, ele era uma das únicas seis pessoas no mundo que tinham esta enfermidade.

O site TMZ informou que o Ben estava em tratamento no Hospital Infantil de Chicago Lurie.

Em um comunicado publicado na página de financiamento coletivo GoFundMe, a avó materna e o tio escreveram que “Ben foi para casa ficar com sua mãe”.

“Ficamos maravilhados com a força, coragem e amor de Ben pela vida. Ele nunca reclamou. Ben foi e sempre será a pessoa mais forte que conhecemos”, afirmaram.

A trajetória do ex-Masterchef Junior não foi fácil. Em 2017, ele perdeu a mãe e o pai em um caso de violência doméstica. A investigação concluiu que se tratou de um homicídio seguido de suicídio. Segundo o jornal Chicago Tribune, Michael Watkins teria atirado na companheira Leila Edwards e, em seguida, tirado sua própria vida na residência do casal. Quatro dias depois seria o aniversário de 11 anos de Ben.

E foi com essa idade que ele conseguiu entrar na sexta temporada do “Masterchef Junior”, tornando-se rapidamente um dos favoritos do público, lembrou o USA Today.

Sua passagem foi lembrada por Gordon Ramsay, um dos jurados do reality, que lamentou a partida precoce de Ben.

“Ben, você foi um cozinheiro incrivelmente talentoso e um rapaz ainda mais forte. Sua jovem vida teve tantas voltas difíceis, mas você sempre perseverou. Adorei nosso tempo cozinhando e rindo juntos nos bastidores. Estou de coração partido por ter perdido meu pequeno companheiro. Todo meu amor à família de Ben Watkins nesta perda terrível”, escreveu o chef no Instagram.

Sem mais artigos