romero

Não tem jeito! A química entre Romero e Atena, personagens de Alexandre Nero e Giovanna Antonelli, seduziu o público da novela “A Regra do Jogo”. O “quase casal” vive em pé de guerra e a audiência sobe a cada vez que os trambiqueiros protagonizam cenas quentes. A torcida para que eles fiquem juntos é tanta que o romance entre Romero e Tóia  (Vanessa Giácomo) está sofrendo rejeição por parte dos telespectadores.

Desde o início da produção de novelas no Brasil, a fórmula estilo Bonnie e Clyde agrada os fãs da teledramaturgia. Inspirados no clima picante do casal Atena e Romero, preparamos uma lista recheada de casais que nós aprendemos a amar, mas que ~infelizmente~ não tiveram um final feliz juntos.

Feitos um para o outro, só que na ficção

Na trama, a modelo Angel, personagem vivida por Camila Queiroz, se envolveu com o empresário Alex (Rodrigo Lombardi). Para se aproximar de Angel, Alex se casou com Carolina (Drica Moraes), mãe da modelo. Sob o mesmo teto, Angel e Alex protagonizaram um tórrido romance até que Carolina descobriu tudo e cometeu suicídio.   Teve gente que torceu pela relação politicamente incorreta dos dois, e Angel até teve caminho livre para ficar com o padrasto, mas, se sentindo culpada pela   morte da mãe, a modelo matou Alex e meses depois se casou com um ex-namorado.
Cora (Drica Moraes) passou a trama toda tentando seduzir Zé Alfredo (Alexandre Nero) e disputando um diamante com ele. Durante a novela, o Comendador até chegou a flertar com ela, mas Cora nunca conseguiu ter a tão sonhada noite de amor com Zé Alfredo, para quem havia guardado a virgindade. No final da novela, Cora se jogou na frente do Comendador para protegê-lo de um tiro e morreu. Durante a cena dramática, os dois trocaram um beijo de cinema. Nos últimos capítulos, o Comendador ficou com Maria Ísis, personagem de Marina Ruy Barbosa, mas acabou assassinado pelo próprio filho.
Em Amor à Vida, o médico Jacques (Julio Rocha) bem que tentou seduzir Félix (Matheus Solano), mas o vilão, que fez sucesso com seus bordões de bicha má,   terminou a novela apaixonado por Niko (Thiago Fragoso). O selinho de Félix e Niko no último capítulo parou o Brasil.
Na novela, dividida em três fases, o personagem Laerte (Gabriel Braga Nunes) se envolveu com muitas mulheres da trama e quase formou um casal com duas delas, Helena (Julia Lemmertz) e Luiza (Bruna Marquezine).   A primeira fase história girou em torno da paixão dos primos Laerte e Helena. Helena engravidou do jovem músico e os dois quase se casaram,   mas Laerte foi preso no altar por tentativa de assassinato. Mesmo com um pacto de sangue feito entre os dois, o destino não quis que eles ficassem juntos.
Vinte anos depois, Laerte se apaixonou por Luiza, filha de Helena. O casal passou a novela inteira enfrentando a família, e, no final, quando finalmente aconteceu o casamento, Laerte foi assassinado minutos depois na porta da igreja. Luiza terminou a novela sozinha.
Wagner Moura e Camila Pitanga brilharam como Olavo e Bebel. Olavo era um executivo ambicioso que se apaixonou por uma garota de programa, a Bebel, e nunca mais a esqueceu. Os fãs do casal torceram para os dois ficarem juntos, mas Olavo nunca assumiu Bebel publicamente e acabou morrendo no final da novela. A prostituta deu a volta por cima e virou assessora parlamentar após se casar com um deputado em Brasília.
A minissérie teve dois
Os dois seguiram a trama inteira atormentados pela paixão que sentiam pela jovem sedutora, e, no final, Nando perdeu a cabeça e matou Anita   com uma facada. Zezinho tentou defender seu amor e foi pego com a arma do crime na mão. Desesperado com a confusão, tentou fugir e morreu atropelado. Nando acabou morrendo queimado dentro do sobrado misterioso de Anita após um incêndio causado por velas.
O Frei Malthus, vivido por Rodrigo Santoro, bem que tentou exorcizar o fogo que ardia dentro de Hilda, protagonista interpretada por Ana Paula Arósio, durante a minissérie, mas acabou enlouquecido por ela e os planos de se tornar sacerdote foram por água abaixo. Quando o casal finalmente decidiu  ficar junto em Minas Gerais, onde se passava a trama, Malthus foi preso por subversão. A dupla se desfez, e 4 anos depois, Hilda e o religioso se encontraram durante um protesto ocorrido no Rio de Janeiro, motivado pelo início da ditadura militar no país. Os dois até trocaram olhares apaixonados, mas não terminaram juntos.
Na história, Porcina (Regina Duarte) se anunciava viúva de Roque Santeiro, personagem de José Wilker, mas nunca havia sequer havia namorado com ele.   Porém, quando todo mundo ficou sabendo que Roque não havia morrido e ele retornou à cidade de Asa Branca, ela se apaixonou verdadeiramente por ele. Então a extravagante Porcina ficou com o coração dividido entre Sinhozinho Malta (Lima Duarte), e Roque Santeiro. Na época, dois finais foram gravados, mas a viúva Porcina acabou ficando mesmo com Sinhozinho Malta.

Foi por pouco! 10 "quase casais" da TV brasileira

Sem mais artigos