George Lucas já ameaçou parar antes, mas agora garante que é sério: o produtor e diretor disse ao The New York Times que Red Tails foi seu último grande projeto na Lucasfilm. “Estou me aposentando. Estou me afastando dos negócios, da companhia, de todo esse tipo de coisa”, afirmou.

Mas isso não significa que ele vá ficar longe do cinema para sempre. Lucas deixou claro que deve abrir uma exceção para um quinto filme da saga Indiana Jones. Mas, de acordo com o produtor Rick McCallum, depois disso ele “terá feito tudo que já quis fazer. Terá completado sua tarefa como homem e cineasta”.

Já o jornal afirmou que o afastamento do diretor, de 67 anos, não será total. “Lucas decidiu dedicar o resto de sua vida ao que os cineastas dos anos 1970 costumavam chamar de filmes pessoais. Eles serão pequenos em alcance, esotéricos no assunto e exibidos principalmente em casas de arte. Serão como os filmes experimentais que Lucas fez nos anos 1960, mais ou menos na época em que estava na escola de cinema U.S.C., quando gravou nuvens se movendo sobre o deserto e fez um filme baseado em um poema de E.E. Cummings”, explicou a publicação.


Sem mais artigos