Em 14 de setembro, morria Patrick Swayze, ator norte-americano que deixou sua marca no cinema de Hollywood. Ator, cantor, dançarino, ele morreu aos 57 anos, vítima de câncer no pâncreas. Não sem antes estrelar filmes que marcaram os anos 80 e 90.

O primeiro relevante foi Vidas sem Rumo (The Outsiders, 1983), de Francis Ford Coppola, que contava com um time invejável de jovens astros: C. Thomas Howell, Matt Dillon, Emilio Estevez, Ralph Macchio, Rob Lowe e Tom Cruise. Swayze era uma espécie de “tiozinho” do elenco, pois já tinha 30 anos.

Mas apesar de mais velho do que os astros em ascensão nos anos 80, Swayze continuou estrelando fitas juvenis: Amanhecer Violento (1984) e Veia de Campeão (1986) foram as mais famosas.

O grande estouro porém viria em 1987: Dirty Dancing – Ritmo Quente fez sucesso mundial, catapultando de vez o ator para o primeiro time de Hollywood. No papel do instrutor de dança de um hotel de veraneio no início dos anos 60, Swayze pôde mostrar que também era um vigoroso dançarino, e ainda atacou de cantor, entoando um dos hits do filme, She’s Like the Wind. A trilha sonora, aliás, marcou época, o filme tornou-se um cult e um clássico da Sessão da Tarde da TV Globo.

Em 1990, outro grande boom mundial: Ghost – Do Outro Lado da Vida. Patrick formava par com Demi Moore, num melodrama esotérico e sobrenatural que fez as plateias do mundo chorarem baldes de lágrimas, assim como a atriz principal do filme.

Em 91, mais um sucesso: Caçadores de Emoção. Patrick vivia um surfista sedutor, que liderava uma gangue de assaltantes de bancos investigada por Keanu Reeves.

Em 94, Swayze entrou na onda drag, desencadeada pelo filme australiano Priscilla, a Rainha do Deserto. A resposta americana ao filme foi Para Wong Foo, Obrigado por Tudo, Julie Newmar. Patrick era a drag Vida Boheme, que competia com Wesley Snipes e John Leguizamo num concurso de drags.

Em 2004, Swayze fez uma aparição especial em Dirty Dancing – Noites de Havana, espécie de continuação (fracassada) do filme de 1987.

Relembre na galeria acima a carreira do ator, que chegou a ser considerado o homem mais sexy do mundo pela revista People, em 1991.

Sem mais artigos