Hector Monsegur, hacker norte-americano que roubou dados privados do reality-show musical X-Factor, foi condenado à prisão nesta terça-feira, (27), em um tribunal de Nova York, nos Estados Unidos.

Hector hackeou os sistemas do programa de calouros criado pelo britânico Simon Cowell e roubou dados pessoais de 70 mil inscritos – a maior parte deles, é claro, não chegou nem perto das eliminatórias ou da fama. Mesmo assim, tiveram a intimidade violada – seus endereços, telefones e outras informações pessoais caíram nas mãos do hacker.

Na última década, Monsegur também estave envolvido em crimes virtuais contra empresas como Visa, PayPal, MasterCard e outros sistemas internacionais. Ele se declarou culpado nas acusações de conspiração, fraude, e “hacking”.

Sua sentença, no entanto, foi reduzida para modestos sete meses atrás das grades. Os advogados de Hector fizeram um acordo com o FBI para que ele colaborasse em investigações futuras sobre crimes virtuais.

Hacker que roubou dados do reality-show X-Factor é condenado à prisão nos EUA

Sem mais artigos