A interpretação de Javier Bardem em 007- Operação Skyfall, o último filme de James Bond, foi muito elogiada pela imprensa britânica, que considerou o personagem vivido pelo ator espanhol como um dos melhores vilões da saga 007.

No filme dirigido por Sam Mendes e no qual o espião mais famoso do mundo é interpretado, novamente, por Daniel Craig, Bardem dá vida a Raoul Silva, um ciberterrorista perverso com os cabelos loiros oxigenados.

O filme número 23 da saga do agente 007 convenceu os críticos, que o consideraram o melhor de todos, mas é a interpretação de Bardem que se destaca.

“Os momentos nos quais Skyfall passa de ser eficiente a inspirador podem ser atribuídos a um homem: Javier Bardem, o ator espanhol de 43 anos cuja deliciosa interpretação de Raoul Silva faz com que ele seja um forte candidato a ser o melhor vilão de Bond de todos os tempos”, assinala Ryan Gilbey em um artigo publicado neste domingo no jornal The Observer.

Por sua vez, o The Sun, jornal mais lido do Reino Unido, sustenta que Javier Bardem está “brilhante” no papel de vilão ao estilo da antiga escola de James Bond.

Em sua crítica sobre o filme, que estreou no país na sexta-feira, destaca que o ator espanhol “canaliza todas as formas diferentes de loucura e se transforma em um adversário fantástico de Bond”.

Robbie Collin, do Daily Telegraph, disse que Raoul Silva é “quase tão inescrupuloso quanto o Coringa de Batman, o Cavaleiro das Trevas“, e assegura que Bardem se transforma “no vilão mais estranho” desde a época em que Roger Moore interpretava James Bond.

No The Independent, Geoffrey McNab exalta a interpretação do ator espanhol e ressalta sua habilidade para combinar “a pantomima, o grotesco e o aspecto vicioso de Hannibal Lecter”.

Sem mais artigos