James Franco fez com que Scott Haze, protagonista do filme Child of God, que ele dirige, vivesse em isolamento por três meses. Franco revelou durante o Festival de Cinema de Veneza, no qual estreou o longa-metragem, que o ator passou 90 dias longe de tudo e todos, sem falar com ninguém e dormindo em cavernas.

O filme é uma adaptação do livro de Cormac McCarthy, no qual o personagem Lester Ballard se distancia da família. Na trama, ele  passa a morar em cavernas e se afunda na criminalidade.

“Ele [Scott] não falava com ninguém, ficou sozinho, e foi assim durante toda a filmagem”, contou Franco. O diretor disse ainda que a performance do ator no filme é tão boa que o espectador chega a pensar que “ele achou um homem em uma floresta e o filmou”.

Child of God está na competição pelo Leão de Ouro.

 

Sem mais artigos