O ator, cantor e bailarino Joel Grey deu entrevista à revista People onde declarou que é gay. “Não gosto de rótulos, mas se tiver de colocar um, eu sou um homem gay”, disse o ator à publicação.

Aos 82 anos de idade, Joel disse que já havia se assumido para família e amigos há muito tempo, mas esta é a primeira vez que ele fala publicamente de sua sexualidade.

A revista comentou as dificuldades que os gays da geração de Joel enfrentavam, por ser uma época muito mais conservadora do que a atual. “Eu ouvia os comentários, de minha mãe inclusive, falando sobre as ‘bichas’ e homens que eram presos por ser o que eram”, disse o ator na entrevista. “Mas eu vim a perceber que, ao mesmo tempo que me sentia atraído por garotas, eu tinha sentimentos semelhantes por garotos”, acrescentou.

Vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante em 1973, por sua atuação como o Mestre de Cerimônias em Cabaret (1972), Joel é também um renomado astro da Broadway, tenho atuado em musicais marcantes nos anos 60, como o próprio Cabaret (1966). Em 1996, atuou no musical teatral Chicago, e em 2003 viveu o Mágico de Oz no hit Wicked, um dos maiores sucessos recentes da Broadway. Ele também atuou como diretor – dirigiu a premiada montagem de The Normal Heart, que virou telefilme da HBO em 2014.

Grey foi casado com a atriz Jo Wilder por 24 anos (separaram-se em 1982). O casal teve dois filhos – um deles é a atriz Jennifer Grey, a estrela de Dirty Dancing (1987).

E Jennifer já comentou a “saída de armário” do pai: “Estou feliz que meu pai, a essa altura da vida, tenha se sentido seguro e confortável o suficiente para se declarar publicamente como homem gay”, disse a atriz. “Que mais pessoas sejam livres para viverem suas naturezas reais, e que se aceitem como são, não importa a idade e o quanto demore, para que finalmente estejam livres de mentiras e meias verdades. Isso é liberdade”,  disse Jennifer.

tumblr_m551wnsWFb1r0qnkzo1_1280

Joel Grey em cena de “Cabaret”

Sem mais artigos