Joel Schumacher, diretor de Batman Forever (1995) e Batman & Robin (1997), acredita que o colega Christopher Nolan foi “brilhante” ao retratar o super-herói nas telonas, em sua trilogia de filmes. Em entrevista ao site Coming Soon, ele comparou seus filmes aos de Nolan.

“Eu acho que o ponto mais interessante de Batman e do brilhantismo de Christopher Nolan é que, se você assiste ao último Batman [O Cavaleiro das Trevas Ressurge], percebe que o nosso é muito mais simples. Nosso trabalho era entreter toda a família. Era fazer algo divertido e vender um monte de brinquedo”, disse, durante o festival Plus Camerimage, na Polônia.

“O último filme é muito sobre o tempo em que vivemos, a incrível discrepância entre os ricos e os pobres. Eu acho que, no momento, o Batman reflete muito os tempos em que estamos vivendo, que são tempos amedrontadores”, afirmou.

Lançado este ano, Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge arrecadou mais de US$ 1 bilhão em bilheterias. A trilogia dirigida por Christopher Nolan e estrelada por Christian Bale contou, ainda, com Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008) e Batman Begins (2005).

Sem mais artigos