Mila Kunis confessa que não espera atuar pelo resto de sua vida. Em uma entrevista realizada por James Franco, seu colega de elenco em Oz: Mágico e Poderoso, para a revista Playboy, a atriz de Cisne Negro argumentou que a carreira de atuação é mais difícil para mulheres.

“Acho que para uma mulher, parece [estranho atuar na velhice]. Há um documentário que você precisa ver, chamado Searching for Debra Winger, sobre como a indústria do cinema afeta as mulheres em seus 30 e poucos anos. Falando realisticamente, é difícil”, afirmou.

“Acho que você tem de optar. Você quer ter uma vida ou uma carreira? Às vezes, você pode encontrar a felicidade no meio termo, mas é raro nessa indústria”, disse.

A atriz diz, no entanto, admite que adoraria chegar aos 60 anos trabalhando, como Meryl Streep. “Mas eu não presumiria ou suporia isso. Se eu tiver a sorte de ter uma carreira remotamente próxima da dela, ótimo. Se não, não criarei expectativa”, argumentou.

A atriz falou, ainda, sobre viver a bruxa Theodora em Oz: Mágico e Poderoso, papel feito por Margaret Hamilton no clássico O Mágico de Oz, de 1939. “Foi provavelmente o papel mais amedrontador que já fiz. Eu nunca faria Theodora de uma forma melhor que Margaret Hamilton. A única coisa que pude fazer foi reinterpretá-la. Espero que as pessoas gostem pelo que a personagem é, sem compará-la ao que ela foi”, disse.

Dirigido por Sam Raimi, Oz: Mágico e Poderoso tem estreia no Brasil marcada para o próximo dia 8 de março.


Veja o trailer de O: Mágico e Poderoso:
Spot de TV de Oz: Mágico e Poderoso

Sem mais artigos