Você sabia que o filme Heleno, sobre o jogador de futebol do Botafogo, foi baseado em um livro? Olha aí: Nunca Houve um Homem como Heleno, de Marcos Eduardo Neves.

E Divã, aquela comédia com Lília Cabral? Pois é, baseou-se no livro de mesmo nome escrito por Martha Medeiros.

“O projeto nasceu em uma feira de livros, quando percebi que pouca gente dava importância ao fato de 178 títulos da literatura nacuonal terem dado origem a filmes da cinematografia brasileira”, comenta Adailton Medeiros, diretor-executivo da Mostra Cine Literário, que realiza agora sua 2ª edição.

A Mostra acontece em Guadalupe, bairro da zona norte do Rio de Janeiro, de 27 a 31 de outubro, com dois filmes por dia, seguidos de debates com diretores, autores dos livros, atores.

Todos os dez filmes exibidos baseiam-se em livros – com exceção de Tempos de Paz, baseado no texto teatral Novas Diretrizes em Tempos de Paz, de Bosco Brasil.

Como plus, a Mostra acontece no Ponto Cine, local considerado o mais acessível para qualquer público, em termos de acessibilidades gerais: a sala utiliza um aplicativo que coloca na tela de tablets e smartphones um intérprete de libras e legendas, além de emitir audiodescrição via fones de ouvido.

A programação completa está no site da mostra.

 

Sem mais artigos