Tigre Branco (2012), de Karen Shakhnazarov, mostra a presença de um tanque alemão que tenta impedir o avanço de tropas russas em Berlim, nos dias finais da 2ª Guerra Mundial. Foi indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2013. Ele abre a mostra MOSFILM 90 ANOS, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, nesta quinta-feira (13), às 20h.

Ao longo de nove décadas, foram produzidos no estúdio mais antigo da Rússia mais de 2500 longas de diretores que formaram a história do cinema mundial, como Sergei Eisenstein, Aleskandr Dovzhenko, VIsevolod Pudovkin, Ivan Pyriev, Mikhail Kalatozov, Serguei Bondarchuk, Adrei Tarkovsky. O estúdio foi inaugurado em 30 de janeiro de 1924 com a exibição do filme  Nas Asas, de Boris Mikhin. 

“Na década de 1990, tivemos que começar do zero. Nós literalmente tivemos que reconstruir toda a indústria do cinema. A coisa mais importante era transformar o Mosfilm em um estúdio de cinema tecnologicamente moderno, introduzindo uma série de tecnologias de pós-produção cruciais”, explica o diretor Shakhnazarov, presidente do Mosfilm.

 

Mosfilm

Serviço

MOSFILM – 90 ANOS

13 e 19 de novembro

CINEMATECA BRASILEIRA

Largo Senador Raul Cardoso – 207

Entrada gratuita

PROGRAMAÇÃO

QUINTA 13/11

20h00 TIGRE BRANCO

SEXTA 14/11

17h00 A LINHA GERAL

19h30 LENIN EM OUTUBRO

21h30 ÀS SEIS DA TARDE DEPOIS DA GUERRA

SÁBADO 15/11

16h00 PRIMAVERA

18h00 O RETORNO DE VASSILY BORTNIKOV

20h00 O FASCISMO DE TODOS OS DIAS

DOMINGO 16/11

16h00 AS 12 CADEIRAS

19h00 SONHOS

SEGUNDA 17/11

19h00 A MÃE

TERÇA 18/11

19h00 SONHOS

21h00 O FASCISMO DE TODOS OS DIAS

QUARTA 19/11

19h00 TIGRE BRANCO

Sem mais artigos