Diretrizes incluem ambiente seguro e sistema de denúncia para casos de abuso

Divulgação Diretrizes incluem ambiente seguro e sistema de denúncia para casos de abuso

Para marcar a Marcha das Mulheres de 2018, a associação Producer Guild of America anunciou que o filme Mulher Maravilha 2 será o primeiro produzido com base nas diretrizes anti-abuso sexual. A introdução das regras declara: “é nossa obrigação mudar nossa cultura e erradicar abuso”.

As diretrizes incluem sete recomendações para prevenir o abuso sexual:

  • Seguir as leis nacionais e estaduais sobre abuso
  • Oferecer treinamento contra o abuso sexual
  • Ser vigilante em relação a qualquer tipo de abuso durante a produção do filme
  • Estabelecer procedimentos para denúncia de abuso sexual
  • Prestar ajuda necessária diante de casos de abuso sexual
  • Estar ciente de possíveis retaliações contra funcionários que reportem casos de abuso
  • Todas as reuniões e seleções de elenco devem acontecer em lugar seguro e professional

O documento também sugere formas de criar e manter documentos que provem casos de abuso sexual. Em novembro de 2017, a diretora de Mulher Maravilha, Patty Jenkins, criticou o produtor de filmes Brett Ratner, acusado de abuso sexual por várias mulheres, entre elas a atriz Olivia Munn.

Sem mais artigos