Cena do primeiro Sexta-Feira 13, de 1980

Divulgação Cena do primeiro Sexta-Feira 13, de 1980

Hoje é sexta 13.  Data que mexe com o imaginário de todo mundo por aliar dois ícones de sorte ou azar, o dia da semana, e o número envolto em misticismo. Para celebrar a data macabra, que tal um “noitão” com clássicos do terror? Confira nosso top ten do pavor.

10 – Sexta-Feira 13 (1980)
Alternativa óbvia, já no título. Este é o famoso filme que deu origem à interminável saga (12 filmes até agora), apresentando o lendário serial killer Jason, que usa a icônica máscara para trucidar adolescentes debochados e sexualizados que sempre vão parar em acampamentos e cabanas distantes, atraindo o facão do psicopata. O filme inaugural da série é o melhor de todos, claro.

9 – A Morte do Demônio (1981)
Outra obra icônica na mesma linha de Sexta-Feira 13, mas com o diferencial do estilo requintado do mestre Sam Raimi. O título original The Evil Dead ganhou ainda outro nome no Brasil: Uma Noite Alucinante.

8 – A Noite dos Mortos Vivos (1968)
Clássico rodado em P&B, o que aumenta o teor sinistro das imagens. O papa George Romero criou uma obra prima que gerou dezenas de imitações e citações – entre elas, o clipe de Thriller, de Michael Jackson. Um filme obrigatório.

7 – Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver (1967)
Mas antes de Romero tocar o terror em P&B, o brasileiro José Mojica Marins com seu personagem Zé do Caixão já assustava com seus terrores também sem cor. Além de Esta Noite…, outro clássico é À Meia-Noite Levarei sua Alma (1964).

6 – A Hora do Espanto (1985)
Primeira versão do filme, que teve remake em 2011. Um belo exemplar do terror cômico adolescente dos EUA nos anos 80. O adolescente Charlie descobre que seu vizinho é um vampiro sedutor e bissexual (Chris Sarandon). Para liquidá-lo, recorre à ajuda de um fajuto apresentador de programa de TV sobre o mundo do terror, Peter Vincent.

5 – Carrie, a Estranha (1976)
Brian DePalma adaptou o livro de Stephen King para criar um clássico pop, narrando a triste história da adolescente que é humilhada pelos perversos colegas de escola e se vinga utilizando seus poderes paranormais. Um banho de sangue e de fogo.

4 – A Profecia (1976)
Primeiro filme da saga e, mais uma vez, o melhor. A apavorante trama narra o nascimento de um bebê demoníaco que é adotado por um casal de americanos. Até que após uma série de fatos sinistros, o pai descobre que está criando um anticristo. Clássico total.

3 – O Exorcista (1973)
Mais um exemplar dos anos 70 sobre crianças demoníacas. Aqui, trata-se da menina Regan (Linda Blair), que se torna possuída pelo diabo. A desesperada mãe dela e vários padres tentam, sem sucesso, exorcizar o demônio. Cenas icônicas: Regan vomitando, se masturbando com uma cruz e girando a cabeça em 360º.

2 – O Bebê de Rosemary (1968)
Mais diabo. Desta vez, ele quer gerar um novo filho. Uma seita diabólica residente no sinistro Edifício Dakota, em Nova York, escolhe como mãe do bebê a ingênua Rosemary (Mia Farrow), que acaba de se mudar para lá com o marido ambicioso. Uma obra-prima de terror psicológico comandada pelo diretor Roman Polanski.

1 – O Iluminado (1980)
Nesta outra adaptação de Stephen King, Stanley Kubrick arma um clima assustador ao contar a história de uma família isolada em um hotel distante durante o inverno. O pai (Jack Nicholson) enlouquece, influenciado pelos espíritos reinantes no hotel, e decide matar a mulher e o filho a machadadas. Sequências antológicas aos montes, com o clímax inesquecível no labirinto congelado. Bons pesadelos!

Sem mais artigos