Parabéns, República do Brasil. Há 125 anos o país deixava de ser uma monarquia para se tornar república federativa presidencialista. O regime imperial ultrapassado, caro e ineficiente foi derrubado em 15 de novembro de 1889 em um levante político comandado pelo marechal Deodoro da Fonseca.

Para celebrar a data, listamos dez filmes que abordam acontecimentos dos 514 anos de história brasileira, do descobrimento à ditadura militar.

Descobrimento do Brasil (1940), de Humberto Mauro. Inspirado na Carta de Pero Vaz Caminha, é um dos primeiros filmes a abordar a história do descobrimento.

Cena de O Descobrimento do Brasil, de Humberto Mauro

Cena de O Descobrimento do Brasil, de Humberto Mauro

Carlota Joaquina, princesa do Brazil (1994), de Carla Camurati. O filme sobre Carlota Joaquina de Bourbon, casada com Dom João VI, é uma sátira da monarquia brasileira. O longa é considerado um dos percursores do ‘renascimento’ do cinema brasileiro, após o fechamento da Embrafilme. Com Marieta Severo, Marco Nanini, Maria Fernanda.

Marieta Severo como Carlota Joaquina

Marieta Severo como Carlota Joaquina

Xica da Silva (1977), de Carlos Diegues. Visto por mais de 4 milhões pessoas quando foi lançado nos cinemas, o filme mostra a história de Xica da Silva, a primeira escrava a se tornar dama  negra da história, após casamento com o milionário de diamantes João Fernandes de Oliveria. O contexto é o apogeu da exploração de ouro e minérios em Minas Gerais, em meados do século 18. Com Zezé Motta, Walmor Chagas.

Zezé Motta como Xica da Silva

Zezé Motta como Xica da Silva

Os Inconfidentes (1972), de Joaquim Pedro de Andrade. O filme faz uma crítica à história oficial sobre a Inconfidência Mineira e é uma metáfora do período da ditadura militar. Com José Wilker, Paulo César Peréio, Nelson Dantas.

José Wilker no papel de Tirandentes, em Os Inconfidentes

José Wilker no papel de Tirandentes, em Os Inconfidentes

Guerra de Canudos (1997), de Sergio Rezende. Mostra a história de Canudos sob a ótica de uma mulher,  Luíza (), que se recusa a seguir a família quando ela se junta à peregrinação de Antonio Conselheiro na região de Canudos, no sertão nordestino. Com José Wilker, Claudia Abreu, Marieta Severo Paulo Betti. 

Cena do filme Guerra de Canudos

Cena do filme Guerra de Canudos

Memórias do Cárcere (1985), de Nelson Pereira dos Santos. Baseado no livro de homônimo de Graciliano Ramos, mostra o período em que o escritor esteve preso durante a ditadura do Estado Novo, em 1936. Com Carlos Vereza, Glória Pires , Nildo Parente. 

Carlos Vereza é Graciliano Ramos em Memórias do Cárcere

Carlos Vereza é Graciliano Ramos em Memórias do Cárcere

Getúlio (2014), de João Jardim. Biografia de Getúlio Vargas que mostra os 19 dias antes da morte do ex-presidente do Brasil, que se suicidou em 1954, em meio a uma grave crise política que envolvia o atentado contra o jornalista Carlos Lacerda. Com Tony Ramos, Drica Moraes, Alexandre Borges. 

573025826-tony-ramos-como-getulio-vargas-2942852397

Tony Ramos é Getúlio Vargas

Pra Frente, Brasil (1982), de Roberto Farias. Foi o primeiro filme a retratar abertamente a ditadura militar brasileira, com ênfase na ação policial. Um trabalhador é preso e torturado depois de ser confundido com um ‘subversivo’ de esquerda em junho de 1970, um dos momentos mais duros da ditadura.  Com Reginaldo Farias, Antonio Fagundes, Nathália do Valle.

Cena de Pra Frente, Brasil

Cena de Pra Frente, Brasil

Eles não usam black-tie (1981), de Leon Hirszman. Baseado na peça de mesmo nome, de Gianfrancesco Guarnieri, retrata o início do movimento grevista na periferia de São Paulo, momento que precedeu a anistia política e a redemocratização do país. A história gira em torno de conflitos familiares surgidos a partir dele. Com Gianfrancesco Guarnieri, Fernanda Montenegro, Carlos Alberto Riccelli.

Cena de Eles Não Usam Black-Tie

Cena de Eles Não Usam Black-Tie

Nos 125 anos da proclamação da República, veja 10 filmes sobre a história do Brasil

Sem mais artigos