Lembre alguns dos mais famosos vampiros do cinema

Ô ô ô ô ô ô, que terrô - Sir Christopher ficou famoso por fazer o papel de Drácula no filme <i>Drácula, Pai e Filho</i> de Édouard Molinaro.
Em 1927, Bela Lugosi se apresentou mais de 200 vezes na Broadway no papel do conde romeno protagonista de Drácula. Mas nem por isso seu nome teria sido a primeira opção da Universal que, dizem, preferia o ator Lon Chaney, que morreu pouco antes das filmagens começarem. Seja qual for a verdade, o fato é que em 1931 Lugosi encarnou o personagem quase sem maquiagem e se aproveitando de sua voz grave e seu sotaque. Afinal, ele nasceu na região austro-húngara que mais tarde se tornaria justamente a Romênia.

“Morrer, estar realmente morto, isso deve ser glorioso”. Há exatos 55 anos o autor da bizarra frase finalmente pôde passar pela experiência. Bela Lugosi, um dos maiores mestres do horror de todos os tempos, morreu em 16 de agosto de 1956.

E, atendendo a uma exigência sua, foi enterrado com a capa do personagem que o tornou tão famoso: a do conde Drácula. Lugosi não foi o primeiro vampiro no cinema, mas, com certeza, foi quem o transformou em uma figura tão cinematográfica, protagonista de tantos filmes ao longo das décadas seguintes.

Quase sem maquiagem, com sua voz grave e sotaque legitimamente romeno (veja uma cena abaixo), o ator levou às telas no início da década de 30 um personagem que já havia interpretado na Broadway e ao qual acabou sendo associado até o final de sua vida, ainda que tenha feito outros papéis depois.

A identificação era tanta que Vincent Price, outro astro dos filmes de terror, conta em sua autobiografia que, durante os funerais de Bela Lugosi, o também ator Peter Lorre teria comentado, enquanto ambos observavam o corpo do amigo: “Será que deveríamos atravessar uma estaca em seu coração, só por garantia?”

Por tudo isso, em homenagem ao “pai” dos vampiros no cinema, o Virgula selecionou alguns dos filmes mais marcantes sobre o tema. Vale lembrar que essa é apenas uma pequena seleção, afinal, depois de Lugosi, os vampiros nunca mais se afastaram das telas. E nem sairão delas tão cedo. Tanto que, entre 2011 e 2013, já existem mais de 30 produções sobre o assunto anunciadas.


<iframe class=”virgula-player” type=”text/html” width=”630″ height=”390″ src=”http://virgula.com.br/ver/video/10770″ frameborder=”0″></iframe>

Nos 55 anos da morte do mestre Bela Lugosi, lembre vampiros marcantes do cinema

Sem mais artigos