Nate Sanders e as 15 estatuetas do Oscar leiloadas

Nate Sanders com as 15 estatuetas do Oscar que vão a leilão

Já imaginou ter em casa a estatueta do Oscar de Melhor Roteiro concedida ao filme Cidadão Kane? Segundo o site do LA Times, não só ela, mais outras 14 estatuetas vão a leilão, online e por telefone, conduzido pela Nate D. Sanders, em Los Angeles, na próxima terça-feira (28), logo após a 84ª edição da premiação mais importante do cinema.

A venda das estatuetas, que incluem aqueles concedidos para clássicos como Cidadão Kane, Como Era Verde Meu Vale e O Morro dos Ventos Uivantes, deverá gerar até US$ 4 milhões em propostas, de acordo com o leiloeiro Nate Sanders.

O leilão foi sumariamente condenado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que tem a zelosa posse dos troféus de ouro e direito de uso do nome “Oscar”. Porém não pode impedir o leilão, já que todas as estatuetas foram concedidas antes de 1950, quando ainda não existia acordo sobre a venda das mesmas. Após essa data, os vencedores passaram a assinar um contrato afirmando que nem eles e nem seus herdeiros venderiam o Oscar sem antes oferecê-lo à Academia por US$ 1.

 

“A Academia, os seus membros e os artistas de cinema e muitos artesãos que já venceram o Oscar acreditam fortemente que Oscar deve ser conquistado, não comprado”, disse a porta-voz da Academia Janet Hill, em um comunicado. “Infelizmente, porque o nosso acordo com os vencedores não foi instituído até 1950, não temos qualquer meio legal de impedir a comercialização dessas estatuetas particulares”, emendou.

Veja na lista abaixo todos as estatuetas que serão vendidas:

1931 Melhor Diretor para Norman Taurog por “Skippy”

1933 Melhor Filme para Frank Lloyd por “Cavalcade”

1937 Oscar científico para Farciot Edouart

1938 Primeiro Oscar de Efeitos Especiais para Farciot Edouart por “Spawn of the North”

1939 Melhor Fotografia para Gregg Toland por O Morro dos Ventos Uivantes

1941 Melhor Roteiro para Herman Mankiewicz por “Citizen Kane”

1941 Melhor Filme para Darryl F. Zanuck por “Como Era Verde Meu Vale”

1942 Efeitos Especiais para Farciot Edouart por “Reap the Wild Wind”

1943 Melhor Ator Coadjuvante para Charles Coburn por “The More the Merrier”

1946 Melhor Edição para Daniel Mandell por “Os Melhores Anos de Nossas Vidas”

1946 Melhor Canção para Hugo Friedhofer por “Os Melhores Anos de Nossas Vidas”

1946 Direção de Arte para Paul Groesse por “Virtude Selvagem”

1946 Fotografia para Leonard Smith, Charles Rosher e Arthur Arling por “Virtude Selvagem”

1947 Melhor Ator para Ronald Colman por “A Double Life”

1949 Direção de Arte para Paul Groesse por “Quatro Destinos”

Oscar: 15 estatuetas de filmes clássicos vão a leilão em Los Angeles

Sem mais artigos