Amado e odiado, endeusado e detonado, o Oscar continua firme e forte como a premiação mais famosa da indústria cinematográfica. A 87ª edição acontece neste domingo (22/02) e, como sempre, deve render fatos inusitados, gafes, bizarrices e extravagâncias.

Para celebrar o momento, portanto, o Virgula elencou alguns dos fatos mais insólitos, peripécias ou simples informações desconhecidas que ocorreram nas premiações ao longo de quase nove décadas. Confira!

As maiores bizarrices da história do Oscar

No Oscar de 1970, enquanto o apresentador David Niven falava, um homem completamente nu surgiu correndo vindo da parte de trás do palco
A plateia gargalhou, Niven se desconcentrou, mas... the show must go on!
No Oscar de 1973, Marlon Brando venceu como Melhor Ator por O Poderoso Chefão. Mas o ator não compareceu, e enviou a índia norte-americana Marie Cruz, atriz e ativista dos direitos civis, em seu lugar
A índia recusou o prêmio e fez um discurso político contra o imperialismo dos EUA, criticando o tratamento dado aos indígenas americanos pelo governo e pela própria Hollywood, em filmes e na TV
Outra situação parecida ocorreu no Oscar de 1993. O então casal Susan Sarandon e Tim Robbins, famoso por seu ativismo político, subiu ao palco para apresentar um prêmio e acabou aproveitando para criticar o governo dos EUA. Susan e Tim falaram sobre os 267 haitianos soropositivos que estavam presos em Guantánamo, e o clima pesou
Quem não se lembra da queda de Jennifer Lawrence no Oscar 2013, quando ela caiu na escadaria do palco, indo buscar seu prêmio de Melhor Atriz por O Lado Bom da Vida? Mas antes dela houve um tombo bem mais dramático e engraçado
No Oscar 1952, Shelley Winters concorria por Um Lugar ao Sol. A atriz tinha certeza de que venceria, e foi se levantando para ir ao palco antes que anunciassem a vencedora - que foi Vivien Leigh. Ao ouvir o nome de Vivien, o marido de Shelley tentou evitar a gafe e puxou a esposa pelo vestido. Deu tudo errado: os dois caíram juntos
O maior discurso de agradecimento do Oscar foi de Greer Garson, escolhida Melhor Atriz em 1943, por Rosa da Esperança. A atriz falou durante 5 minutos e 30 segundos
Já Joe Pesci, ao vencer como coadjuvante em 91 por Os Bons Companheiros, foi bem sintético: agradeceu por dois (isso mesmo, 2) segundos
Ao vencer como Melhor Atriz em 1999 por Shakespeare Apaixonado, a atriz não teve muito a dizer, e acabou disparando 23 vezes a expressão
Ao contrário do que se costuma pensar, Meryl Streep não é a recordista do Oscar (a não ser no quesito atuação). O verdadeiro recordista é Walt Disney: ele teve 59 indicações e venceu 26 vezes!
Até hoje, somente um homem chamado Oscar ganhou o Oscar: foi o compositor Oscar Hammerstein II, que venceu na categoria Melhor Canção em 1942 (pelo filme Se Você Fosse Sincera) e em 1946 (pelo filme Corações Enamorados)
Kathryn Bigelow é até hoje a única mulher a vencer o Oscar de Melhor Direção - foi em 2010, por Guerra ao Terror. Antes dela, somente quatro mulheres tinham sido indicadas
Em compensação, somente três negros foram indicados a Melhor Direção, e nenhum deles venceu. Os indicados foram John Singleton (Boyz in the Hood), Lee Daniels (Preciosa) e Steve McQueen (Doze Anos de Escravidão)
O mais comprido vencedor do Oscar de Melhor Filme foi ...E O Vento Levou, que tem 238 minutos (quase 4 horas)
Alguns vencedores de Oscars já ganharam também o Framboesa de Ouro (o prêmio paródico entregue aos piores do ano) - por outros filmes. Entre eles Kevin Costner, Sandra Bullock, Halle Berry e Ben Affleck
Alguns vencedores aproveitaram para esbanjar boa forma. Em 92, vencendo como Melhor Coadjuvante por Amigos Sempre Amigos, Jack Palance (com 73 anos) se abaixou, foi ao chão e fez flexões de braço
Em 99, ao vencer o Oscar de Filme Estrangeiro por A Vida é Bela, Roberto Benigni optou por escalar as poltronas da plateia, e chegou ao palco exibindo uma espécie de parkour em plena cerimônia
Numa linha mais
Mas o grande momento foi de Blake Edwards no Oscar 2004. O veterano diretor surgiu no palco sentado em uma cadeira de rodas elétrica, simulando estar com o pé quebrado, para receber um Oscar honorário, acompanhado da esposa Julie Andrews. Mas tudo não passou de uma brincadeira de Blake. De repente ele acelerou a cadeira e agarrou o Oscar das mãos de Jim Carrey, desembestando pelo palco até

Peladão no palco, índia, tombos, 23 "Obrigados": veja os fatos mais bizarros ocorridos na entrega do Oscar

Sem mais artigos