O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, disse, em entrevista ao jornal O Globo, que paga “o que for” para que Woody Allen venha filmar aqui.

Paes afirmou que tem tentado contato com Woody Allen por vários meios. “Eu quero muito que ele venha! Já fiz de tudo. Falei com a irmã dele, mandei bilhete via (o arquiteto Santiago) Calatrava, que é vizinho dele em Nova York, e pago o que for para que ele venha filmar aqui.”

O prefeito reafirmou sua postura a favor do audiovisual, por meio da RioFilme (empresa vinculada à Secretaria Municipal de Cultura e que atua nas áreas de distribuição, apoio à expansão do mercado exibidor e fomento à produção audiovisual). “É uma indústria importante para a cidade”, disse. “Quanto ao polo, quero levar para lá estúdios de maior porte. Gringos, também. Não tenho preconceitos.”

Woody Allen disse, em entrevista ao UOL no ano passado, que vai onde é bem vindo, onde seus filmes podem ser financiados e onde não há restrição à sua visão criativa. Nessa ocasião, Allen falou sobre a possibilidade de filmar no Brasil “Há tempos estou considerando seriamente uma proposta que me foi feita por pessoas no Brasil. A questão, para mim, é achar a história certa para cada país, e ainda não achei a história certa para o Brasil”.

“Para mim, o Brasil exige uma ideia muitíssimo glamourosa, romântica. Quando isso estiver resolvido será um enorme prazer filmar no Brasil”, disse o diretor.

Sem mais artigos