Uma rede de lojas de brinquedos inglesa tem se recusado a vender produtos Harry Potter pelo receio de que eles induzam as crianças à prática da magia.

Jennifer Gledhill foi com seu filho de 8 anos de idade comprar um lego do bruxinho e ouviu do proprietário da loja a seguinte explicação: “Somos uma empresa cristã, não apoiamos o ensino do mal às crianças.”

“Eu me senti insultada, como se estivesse tentando conduzir meu filho ao mal”, contou Jennifer ao jornal Daily Mail. “Ele [meu filho] apenas queria comprar um lego.”

Ouvido pelo jornal, o diretor da rede de lojas, Gary Grant, disse que não está tentando impor seus valores cristãos aos clientes e que espera que Jennifer e seu filho retornem logo. Mas foi taxativo: brinquedos de Harry Potter nunca serão vendidos em nenhuma de suas lojas.

Será que os brinquedos do bruxinho podem induzir as crianças à prática do ocultismo?



Rede de lojas inglesa se recusa a vender lego do Harry Potter

Sem mais artigos