O cineasta britânico Ridley Scott, que estreará em dezembro “Exodus: Gods and Kings” (Êxodo: Deuses e Reis), sobre Moisés, voltará ao cinema bíblico com um projeto sobre o rei David, publico nesta terça-feira a edição digital da revista “Variety”.

O estúdio 20th Century Fox, em parceria com a produtora Chernin Entertainment, de Peter Chernin, e o próprio Scott se reunirão de novo após “Exodus: Gods and Kings” para levar à grande tela a vida de outro personagem do Antigo Testamento.

A publicação afirmou que Jonathan Stokes será o responsável roteiro. No relato bíblico, David se torna em rei de Israel após vencer o gigante Golias, momento que será centrado o argumento da história.

O projeto, que por enquanto não tem título oficial e foi apelidado na indústria pelo nome de “David”. Ele será produzido por Chernin Entertainment e Scott Free, a companhia de Ridley Scott.

Não foi divulgado se Scott dirigirá de dirigir o filme. O diretor avalia atualmente qual será seu próximo longa e está dividido entre “The Martian”, filme de ficção científica com Matt Damon, e a segunda parte de “Prometheus”.

O cinema religioso voltou à moda em Hollywood após o sucesso de “Noé” e a surpreendente boa recepção a filmes como “O Filho de Deus”, “Deus Não Está Morto” e “O Céu É de Verdade”, todos lançados este ano.

“Exodus: Gods and Kings”, protagonizado por Christian Bale e Aaron Paul, chegará aos cinemas americanos em 12 de dezembro.

Sem mais artigos