O cantor Supla esteve no Virgula.Mix desta segunda-feira (19) para divulgar o lançamento de seu novo clipe, Anarquia Lifestyle, mas não deixou de comentar a ação da Polícia Militar nos protestos deste domingo (18), na Avenida Paulista, em São Paulo, que acabou tendo como alvo o ex-senador Eduardo Suplicy, seu pai.

O ex-senador Eduardo Suplicy foi alvo de repressão policial

Facebook/Reprodução O ex-senador Eduardo Suplicy foi alvo de repressão policial

Candidato a vereador, Suplicy participava de uma manifestação contra o governo de Michel Temer, quando avistou uma vendedora ambulante sendo arrastada na avenida por seis PMs homens, que apreenderam sua mercadoria.

O político, que foi secretário de Direitos Humanos do prefeito de São Paulo Fernando Haddad em 2015, desceu do palanque onde estava para intervir, quando foi alvo de golpes de cassetete e spray de pimenta por parte de, ao menos, dois policiais.

“Eu respeito muito a polícia, tenho amigos policiais, mas [eles] têm que saber agir com certa delicadeza, sabe? Não dá pra ficar jogando spray… meu pai tem 75 anos. Independente de ser isso ou aquilo, é o respeito”, disse ele, que criticou o governo estadual pela situação precária da corporação. “Eu estava debatendo isso ontem com o policial e ele disse ‘eu não recebo um aumento de salário há 13 anos'”, afirmou.

Sem mais artigos