Depois do surpreendente sucesso, bem acima do esperado, Quero Matar Meu Chefe vai ganhar uma sequência. De acordo com o site Hollywood Reporter, os roteiristas John Francis Daley e Jonathan Goldstein, os mesmos do primeiro filme, já foram contratados para escrever uma segunda história.

O trio protagonista, composto por Jason Bateman, Charlie Day e Jason Sudekis também estará de volta, e provavelmente o diretor Seth Gordon, embora este último ainda esteja em negociações.

Lançado em 2011, Quero Matar Meu Chefe teve um orçamento de US$ 35 milhões e arrecadou US$ 209 milhões, encerrando o ano como a 26ª maior bilheteria mundial.

O filme contava a história de três empregados que, cansados de seus chefes abusivos, faziam um acordo para que cada um matasse o chefe do outro. Os tais chefes eram interpretados por Jennifer Aniston, como uma dentista ninfomaníaca, Kevin Spacey, no papel de um executivo psicótico, e Colin Farrell como um herdeiro consumidor de cocaína. 

Ainda não há uma previsão de data para o lançamento da sequência, especialmente porque Daley e Goldstein precisam antes terminar o roteiro no qual estão trabalhando atualmente, uma comédia com Steve Carrell e Jim Carrey.

VEJA TAMBÉM:

Conheça as 50 maiores bilheterias mundiais de 2011


Sem mais artigos