American Horror Story sempre foi muito criativa, mas a nova temporada, Freak Show, tem um pé na realidade. 


Pode parecer difícil de acreditar, mas muitos personagens da série foram inspirados em pessoas que, de fato, apresentavam essa ou aquela deformidade. As crueldades que os “freaks” sofrem na ficção também são bastantes próximas do preconceito que essas pessoas sofriam na vida real por causa de sua condição. 

O site MoviePilot fez uma comparação entre a série e a realidade. Veja abaixo:

Jimmy Darling (Evan Peters):

O Lobster Boy (“Garoto Lagosta”), interpretado por Evan Peters foi inspirado em Fred Wilson. 

Nascido em Massachusetts, 1866, Wilson, que trabalhou em um circo de horrores, sofria de ectrodactilia, uma deformidade em que há ausência de um ou mais dedos, dando às mãos ou aos pés uma aparência semelhante à de presas de lagostas.

Ethel Darling (Kathy Bates): 

A Mulher-Barbada, vivida na série por Kathy Bates, foi inspirada em Annie Jones, uma mulher, também nascida no século XIX, que tinha pelos faciais desde os cinco anos de idade. Suspeitava-se que ela sofria de hirsutismo, distúrbio que provoca o crescimento anormal de pelos em mulheres, mas o diagnóstico não foi confirmado.


Legless Suzi (Rose Siggins)

Rose Siggins interpreta a Legless Suzy na série, que foi inspirada em Eli Bowen. 

Conhecido como “The Legless Wonder” (“A Maravilha Sem Pernas”), Bowen também foi recrutado por um circono século XIX. Ele sofria de focolemia, anomalia que impede o desenvolvimento de pernas e braços. 

Ma Petite (Jyoti Amge)

Jyoti Amge, que detém o título de mulher mais baixa do mundo viva, vive Ma Petite, personagem inspirada em Lucia Zarate, a “menor pessoa que já existiu”. Com 20 anos, ela media 61 cm e pesava 2,1 kg.

Pepper (Naomi Grossman):

A queridinha Pepper, que apareceu na série na segunda temporada, Asylum, foi inspirada nas gêmeas Pip e Flip.

Portadoras de microcefalia (déficit do crescimento cerebral), as duas aparecem no controverso filme de terro Freaks, de 1932.

Bette e Dot Tattler (Sarah Paulson):

As gêmeas siamesas vividas por Sarah Paulson foram inspiradas em Millie e Christine.


Nascidas na Carolina do Norte escravocrata de 1851, elas foram vendidas pelos seus pais por mil dólares para se apresentarem em shows musicais. Mais tarde, elas foram sequestradas por outros circos e também por médicos que queria estudá-las melhor. 

 

Sem mais artigos