E os trailers (de filmes!) continuam desembarcando na internet. Os mais recentes a saírem do forno são os de Love e Stonewall.

O primeiro é o já polêmico filme do diretor Gaspar Noé (de Irreversível, aquele filme também polêmico de 2002…). A obra causou certo rebuliço no último Festival de Cannes, em maio. O motivo, claro, é sexo.

O filme mostra um casal em crise, e o protagonista se envolve com outra garota, o que acaba desembocando em um relacionamento a três regado a muito sexo.

Regado é um ótimo termo para o filme, já que ele tem cenas de sexo explícito, e como a obra utiliza a tecnologia 3D, a cena mais comentada é a do protagonista ejaculando na câmera (ou seja, na cara do público).

Claro que isso não aparece no trailer. Mas enfim, dá uma conferida. O filme estreia no Brasil em 17 de setembro.

Enquanto isso, o filme Stonewall é uma recriação histórica do famoso episódio do bar Stonewall Inn, em Nova York, em 1969. O bar era um reduto do público gay, e vivia sendo atacado por batidas policiais homofóbicas.

No dia 28 de junho de 69, os policiais invadiram o bar novamente, espancando e prendendo os frequentadores. Mas naquela noite foi diferente: o público reagiu e bateu de volta. Começou uma guerra entre a polícia e o povo do bar, e o fato marcou o movimento gay na luta por direitos – a década de 70 seria o grande avanço do movimento nos EUA.

O assunto já foi retratado no filme Stonewall, de 1995, dirigido por Nigel Finch. Agora, vinte anos depois, volta a ser o foco, no filme dirigido por Roland Emmerich que estreia nos EUA em 25 de setembro. No elenco, Jonathan Rhys Meyers e Jeremy Irvine.

Aguardemos as estreias!

Sem mais artigos