Há 25 anos, em 1989, estreava mundialmente o polêmico Batman de Tim Burton. O filme comemorava os 50 anos de criação do Homem Morcego (que surgiu em 39 pelas mãos do desenhista Bob Kane). E no papel do perturbado e mórbido morcegão, lá estava Michael Keaton.

Na época, Burton foi pesadamente criticado por escolher Keaton para o papel de Batman – o diretor e o ator haviam acabado de trabalhar juntos na comédia de humor negro Os Fantasmas se Divertem (1988).

Apesar das críticas – que afirmavam que Keaton era inadequado para o papel, por ser franzino e “engraçado” -, o ator viveu Batman não apenas no filme de 1989, como em Batman – O Retorno (1992, também guiado por Burton).

batman-1989-17-g

Depois, a franquia do morcego teve outros astros protagonizando: Val Kilmer (1995), George Clooney (1997) e Christian Bale – que estrelou a trilogia O Cavaleiro das Trevas, orquestrada por Christopher Nolan.

O próximo a vestir a armadura do justiceiro de Gotham City é Ben Affleck, em Batman e Superman: Alvorecer da Justiça, com estreia marcada para 2016. E o que pensa Michael Keaton sobre o personagem agora? Ele tem ciúmes de Batman?

“Não”, disse o ator ao site Shortlist. “E sabe por que? Porque eu sou Batman. Estou muito certo disso!”

Brincadeiras à parte, Keaton pode estar perto de se libertar de Batman. O ator é favorito ao Globo de Ouro de ator de comédia ou musical (para o qual está indicado) por Birdman, de Alejandro González Inarritu – e deve ser indicado também ao Oscar pelo papel.

Sem mais artigos