De acordo com a Entertainment Weekly, os zumbis de World Warz Z, filme com Brad Pitt, serão mais parecidos com vítimas de mutações do que com mortos vivos de aspecto puramente sobrenatural. 

A revista conversou com o supervisor de efeitos visuais, John Nelson, que explicou como serão as criaturas e de onde surgiu a inspiração para seu comportamento. 

“Eles são como animais predadores que não conseguem se controlar. Trabalhei com tigres (enquanto filmava Gladiador) e se você os observa quando um cavalo passa, eles se debatem, mesmo sabendo que não podem alcançá-lo. Quando os zumbis veem os humanos eles fazem a mesma coisa, eles são ativados. Eles se “ligam”’, comparou.
 
“Há muitas coisas na natureza que copiamos como referências. Eles se movimentam como pássaros ou cardumes, também, em formações reativas, e não é porque eles têm um alto nível de pensamento compartilhado ou comunicação – é de sua natureza e do fato do instinto deles em infectar ser tão básico, eficiente e poderoso. Eles passam por cima de tudo. Se perderem as duas pernas, caminharão usando suas mãos. Eles se agrupam e são como salmões subindo a correnteza ou espermatozóides nadando para serem os primeiros a chegar ao óvulo”, acrescentou. 

Em World War Z, Pitt faz o papel de Gerry Lane, um pesquisador da Comissão Pós-Guerra das Nações Unidas encarregado de entrevistar sobreviventes de diversos países após uma guerra na qual zumbis dizimaram quase toda a população mundial. Lane deixa sua família e passa a viajar pelo mundo tentando descobrir a origem dos zumbis. 

Baseado em um best-seller homônimo de Max Brooks, o filme tem direção de Marc Foster e a estreia no Brasil acontece no dia 28 de junho de 2013. 

Sem mais artigos