Segundo vítima, agente de imigração teria feito desenho e escrito "viva palestina"

Segundo vítima, agente de imigração teria feito desenho e escrito “viva palestina”

O israelense e judeu Tal Y’aakobi, 25 anos, acusou o departamento de imigração do Chile de “racismo” após ter um pênis desenhado em seu passaporte durante viagem ao país. Segundo Tal, o agente de imigração que o atendeu na ocasião teria feito desenho acompanhado da legenda “viva palestina”. As informações foram divulgadas pelo The Mirror

Tal contou em entrevista que estava viajando da Argentina ao  Chile e ficou “detido” por mais de uma hora no aeroporto chileno “sem motivos”. O israelense descobriu o desenho no passaporte quatro dias depois. “O agente de imigração foi muito rude e jogou o passaporte na minha cara”, contou Tal.

Sem mais artigos