Hotel dividido por fronteira

Já pensou em dormir em dois países ao mesmo tempo? Isso é possível no Hotel Arbez, que fica exatamente na fronteira entre França e Suíça, na vila de La Cure.

A linha da fronteira passa de alguma maneira em todos os quartos e cômodos do hotel. Em alguns casos, fica exatamente no meio da cama, dando a chance do hóspede estar com a cabeça na França e os pés na Suíça ou vice-versa. Em outros aposentos, a cama fica em um país e o banheiro em outro, por exemplo.

O restaurante também é dividido ao meio pela fronteira e, por isso, serve em cada metade a culinária característica francesa e suíça. No site, o hotel tem dois endereços, um de cada país.

Hotel dividido por fronteira

O prédio foi construído em 1860 e, dois anos depois, França e Suíça estabeleceram suas fronteiras, dividindo a pequena vila ao meio. Para não ser demolido, o local foi preservado por um empresário que construiu ali um supermercado.

A construção só virou hotel em 1921 e toda esta divisão não é só um charme a mais, é tudo milimetricamente calculado e documentado pelos responsáveis dos dois países europeus.

Tanto é que durante a II Guerra Mundial, o segundo andar do hotel virou refúgio de judeus. Enquanto a França foi invadida pelo exército nazista, a Suíça se manteve neutra. Portanto, os territórios suíços dentro do prédio não podiam ser pisados pelos alemães.

E, mais uma curiosidade. Como os dois países tem um tratado, os turistas não precisam exibir passaportes quando circulam de uma fronteira a outra pela vila.

Segundo o site Huffington Post e a plataforma TripAdvisor, uma noite no Hotel Arbez pode ser reservada por US$ 107 para duas pessoas (aproximadamente R$ 348).

Sem mais artigos